Jovens preferem se reunir em culto menores, diz pesquisador

Para o presidente da LifeWay Christian Resources, Thom S.

Rainer, as gerações mais novas de evangélicos estão optando por frequentar cultos menores.

Ele chegou à essa conclusão após pesquisas realizadas por sua instituição e fez algumas anotações sobre este fenômeno, dizendo que é possível encontrar nessa informação algumas formas de aproximar os mais jovens.

Segundo Rainer, a geração Baby Boomer era mais atraída por cultos grandes, mas os millenials (Geração Y) e a Geração Z preferem cultos menores.

“Se as gerações mais novas comparecerem aos cultos, é mais provável que elas participem de um culto menor”, pontuou ele.

Vale lembrar que essas gerações mais novas (pessoas com menos de 40 anos) estão cada vez mais afastadas das igrejas nos EUA, onde a pesquisa da LifeWay foi realizada.

“Nossa pesquisa inicial indica que o tamanho preferido das reuniões de culto terá um pico em torno de 300 pessoas”, diz Rainer.

“Realizamos um estudo limitando igrejas por tamanho para determinar suas taxas de conversão e taxas de assimilação.

As melhores taxas atingiram cerca de 300 pessoas no culto.

Nesse ponto, as informações podem não ser suficientes para considerá-las como pesquisa.

Pode ser mais preciso classificá-lo como uma hipótese”, explica ele em seu site.

Diante dos fatos coletados ele diz: “Se este postulado for verdadeiro, terá um efeito dramático nas congregações locais.

As práticas da igreja terão que se adaptar.

As instalações da igreja serão dramaticamente diferentes.

O financiamento e a administração da Igreja terão novas prioridades.

O pessoal da igreja não será parecido com o de hoje”.

Categoria:vida cristã